Tag Emacs

Organização com o Org-Mode

08 de julho de 2011, 04:03, por Renato Tags:

Um outro modo muito interessante do Emacs é o Org-Mode. Ele foi desenvolvido para fazer anotações e gerenciar listas de tarefas e projetos através de arquivos de texto com marcações.

As marcações são interpretadas pelo Emacs, o que agiliza a manipulação das informações. No Org-Mode, é possível organizar uma agenda, com compromissos marcados em dias e horários específicos e também tarefas sem horários específicos. Aos itens da agenda, é possível associar tags, que podem ser usadas para filtrar resultados de busca. Isso o torna uma ferramenta muito boa para quem usa o método GTD. Para quem não conhece esse método de organização, vale a pena dar uma olhada. Ele foi proposto por David Allen e é descrito no livro “A arte de fazer acontecer” (“Getting things done”). Um breve resumo do método pode ser visto nessa apresentação que ele fez no Google e nesse cartão de referência do método.

Além da utilização como agenda, é possível criar listas e textos, que podem ser exportados para o formato HTML ou Latex diretamente do Emacs.

Um dos recursos mais legais do Org-Mode é a possibilidade de criação de tabelas. Através da digitação de caracteres delimitadores, define-se a tabela e à medida que são inseridos dados, o sistema dimensiona as células da maneira apropriada. Além disso, é possível fazer cálculos com os dados da tabela, de forma semelhante à uma planilha de cálculo, utilizando o Emacs Calc. Apesar de funcionar num arquivo de texto, o Emacs Calc vai além das somas e multiplicações, permitindo alguns cálculos mais elaborados, como mostrado no vídeo abaixo.

Como tudo é guardado em arquivos de texto, a edição e o compartilhamento das informações entre dispositivos é feito de forma muito simples. Além disso, para aqueles que possuem um aparelho com o Apple iOS ou o Android, existe um aplicativo chamado MobileOrg, que serve para a consulta de arquivos do Org-Mode. Ele é preparado para acessar um arquivo de agenda numa conta do Dropbox, o que facilita a integração com o PC e outros dispositivos.

Para conhecer um pouco mais sobre o Org-Mode, recomendo esse episódio do podcast FLOSS Weekly, no qual foi entrevistado Carsten Dominik, que propôs a ferramenta.

Emacs e AUCTEX para edição de documentos Latex

16 de junho de 2011, 03:54, por Renato Tags:,

Há alguns anos atrás, um dos problemas que encontrei durante a minha mudança para o Linux foi encontrar um ambiente de desenvolvimento para o Latex. Para quem não conhece o Latex, vale a pena dar uma pesquisada. Ele é um sistema de edição de documentos muito utilizado para a produção de textos matemáticos e científicos devido à sua alta qualidade tipográfica.

Na época em que eu usava o Windows, eu usava o TeXnicCenter para editar os projetos Latex. Apesar de suas limitações, ele cumpria bem seu papel. No Linux, tentei inicialmente usar o Kile. Apesar dele ser um ótimo editor, senti falta de um recurso muito básico: a verificação ortográfica automática (aqueles sublinhados vermelhos que aparecem sob as palavras que estão grafadas incorretamente). Acho que tive esse problema porque estava tentando usar o Kile dentro do GNOME, sendo que ele foi desenvolvido originalmente para ser usado no KDE.

Por causa dessa dificuldade, saí procurando outras opções de editores para Latex e encontrei uma solução muito boa composta pelo Emacs com o AUCTEX. Inicialmente, procurei evitar usar o Emacs porque já tinha ouvido falar muitas vezes que tratava-se de um editor muito difícil de se usar. Devo admitir que é necessário algum tempo de treinamento para acostumar com a forma de se trabalhar no Emacs mas no caso da edição de arquivos do Latex, vale a pena o esforço.

O AUCTEX é um pacote de extensão para facilitar a edição de arquivos do Latex no Emacs. Com ele, muita coisa é automatizada. Para inserir um bloco que define um ambiente, como equation, por exemplo, basta executar o comando “C-c e” e digitar equation. Serão solicitados alguns parâmetros, como o label que se deseja utilizar e logo em seguida será criado o ambiente. As referências bibliográficas e as referências cruzadas são facilmente inseridas ao longo do texto utilizando os comandos “C-c [” e “C-c )“, respectivamente. Um dos recursos mais legais e que eu não vi em nenhum outro editor, é a possibilidade de fazer uma prévia das fórmulas matemáticas, das tabelas e das figuras no próprio editor. Isso facilita muito o trabalho de adequar os tamanhos desses elementos no texto pois não é necessário compilar todo o projeto para ver o resultado.

Além desses recursos, o AUCTEX possui muitos outros. Em conjunto com alguns outros programas, é possível obter um ambiente de desenvolvimento de documentos Latex muito prático. O vídeo a seguir mostra alguns recursos do Emacs com o AUCTEX. Apesar de ser um vídeo antigo e de estar em italiano, vale a pena assistir para ter uma ideia das possibilidades.