Strings com várias linhas em Python

Recentemente, tive que preparar uma string com várias linhas, contendo o cabeçalho de um e-mail em um programa escrito em Python. Até aí, nenhuma novidade: bastava usar as três aspas para indicar o início e mais três para indicar o fim da string. No entanto, a string estava localizada em um bloco com indentação, o que fez com que a indentação ficasse incluída no conteúdo da string. Para entender melhor o que aconteceu, segue um exemplo:

Read More

Apresentando o Pinpoint

Fazer uma apresentação interessante não é muito fácil. Com a grande variedade de recursos audiovisuais disponíveis hoje em dia, grande parte das apresentações são preparadas sem levar em conta a principal atração, que é o apresentador.

Read More

E surgem cada vez mais cursos na web

Já faz algum tempo que surgiu a ideia de disponibilizar cursos universitários para acesso através da internet. Atualmente, quase todas as grandes universidades mantêm projetos desse tipo como o Open Course Ware, mantido pelo MIT e o Open Yale Courses, mantido pela universidade de Yale.

No início desses projetos, era disponibilizado apenas material escrito como notas de aula e exercícios. Entretanto, com a popularização da distribuição de vídeos pela internet, não demorou muito para que fossem utilizadas câmeras durante as aulas e também fosse disponibilizado material em vídeo.

Read More

Hello World com Arduino

Em 2005, fiquei sabendo de um projeto chamado Arduino, que chamou muito minha atenção pois se tratava de um projeto de hardware livre. No mesmo ano, tentei montar um mas não tive muito sucesso e acabei deixando o projeto parado por causa das atividades da faculdade. Hoje me arrependo de não ter dedicado mais tempo para o projeto na época, dado o crescimento do universo do Arduino.

Para quem não sabe o que é, o Arduino é um projeto composto por hardware e software para desenvolvimento de aplicações que interajam com o mundo real usando sensores e atuadores. Ele foi desenvolvido para permitir a criação de projetos por pessoas que não tenham muito conhecimento em hardware ou eletrônica como hobistas, artistas e designers.

Read More

Python para aplicações científicas – Básico do básico

Ultimamente, estive estudando algumas coisas sobre Python e tenho me interessado muito pela linguagem. Foi a primeira vez que tive contato com uma linguagem de tipagem dinâmica e logo de início, tive a impressão que ela seria uma ótima opção para substituir o Matlab. Gosto do Matlab, mas o fato de ser uma solução proprietária e não ser uma linguagem de propósito geral fazem com o Python tenha uns pontos a mais na minha classificação.

Read More

Organização com o Org-Mode

Um outro modo muito interessante do Emacs é o Org-Mode. Ele foi desenvolvido para fazer anotações e gerenciar listas de tarefas e projetos através de arquivos de texto com marcações.

As marcações são interpretadas pelo Emacs, o que agiliza a manipulação das informações. No Org-Mode, é possível organizar uma agenda, com compromissos marcados em dias e horários específicos e também tarefas sem horários específicos. Aos itens da agenda, é possível associar tags, que podem ser usadas para filtrar resultados de busca. Isso o torna uma ferramenta muito boa para quem usa o método GTD. Para quem não conhece esse método de organização, vale a pena dar uma olhada. Ele foi proposto por David Allen e é descrito no livro “A arte de fazer acontecer” (“Getting things done”). Um breve resumo do método pode ser visto nessa apresentação que ele fez no Google e nesse cartão de referência do método.

Read More

Emacs e AUCTEX para edição de documentos Latex

Há alguns anos atrás, um dos problemas que encontrei durante a minha mudança para o Linux foi encontrar um ambiente de desenvolvimento para o Latex. Para quem não conhece o Latex, vale a pena dar uma pesquisada. Ele é um sistema de edição de documentos muito utilizado para a produção de textos matemáticos e científicos devido à sua alta qualidade tipográfica.

Na época em que eu usava o Windows, eu usava o TeXnicCenter para editar os projetos Latex. Apesar de suas limitações, ele cumpria bem seu papel. No Linux, tentei inicialmente usar o Kile. Apesar dele ser um ótimo editor, senti falta de um recurso muito básico: a verificação ortográfica automática (aqueles sublinhados vermelhos que aparecem sob as palavras que estão grafadas incorretamente). Acho que tive esse problema porque estava tentando usar o Kile dentro do GNOME, sendo que ele foi desenvolvido originalmente para ser usado no KDE.

Read More

Hello World!

Bem-vindo ao meu blog pessoal ! Criei este espaço pois preciso guardar algumas informações para consulta e acho que um blog é uma forma bem organizada de fazer isso. São informações variadas como softwares que testei, simulações computacionais, textos, links e impressões sobre produtos e serviços que considero úteis. Ao mesmo tempo, gostaria de treinar minha redação, que não anda lá essas coisas 🙂

Atualmente estou fazendo doutorado na área de processamento digital de sinais e pretendo publicar aqui algumas das coisas que estou estudando. Além disso, estou iniciando um projeto de desenvolvimento de software na empresa onde trabalho e gostaria de publicar as experiências que estou tendo com a análise e levantamento dos dados e no desenvolvimento propriamente dito.

Desde 2005, quando comecei a ter um contato maior com o assunto, tenho estudado muitas soluções utilizando software livre. Ao longo dos últimos anos, fui migrando meu ambiente de trabalho e atualmente, quase todos os softwares que utilizo são livres. Gostaria de escrever sobre algumas das soluções que utilizo, incluindo as primeiras experiências que estou tendo com o Emacs e alguns de seus “modos” como ambiente de desenvolvimento, o Sage para simulações computacionais  e o Python para desenvolvimento de aplicações.

Provavelmente não vou conseguir seguir uma regularidade nas postagens, mas vou tentar publicar quinzenalmente. Nesse meio tempo, vou publicando no twitter as coisas relevantes que encontrar.

Espero que os assuntos interessem e que possamos discutir e aprender algumas coisas novas. Seja bem-vindo e participe dos comentários 🙂

[]’s

Renato Candido.